ANÁLISE DE CONJUNTURA: A DINÂMICA DA LUTA DE CLASSES NO BRASIL NO CONTEXTO DA CRISE DO CAPITAL (Vol.1)

Artur Bispo dos Santos Neto (Org.)

As manifestações de junho de 2013 demonstraram para a burguesia que os governos petistas não possuíam o controle absoluto do movimento de massa no país e que novas personificações do capital deveriam entrar em cena. Desde então, os setores mais reacionários da burguesia passaram a disputar cada espaço do movimento de massa e a revelar como os trabalhadores se achavam destituídos de organizações capazes de enfrentar a ofensiva do capital contra o trabalho, uma vez que as organizações sindicais e políticas (PT e CUT) haviam assumido deliberadamente a condição de correias de transmissão dos interesses do capital e da possibilidade de oferecer uma face humana ao capitalismo. O movimento de massa de 2013 claramente se configurou como expressão da crise profunda que acometia o sistema econômico mundial, desvelando como a classe trabalhadora constitui a fração da sociedade mais prejudicada pela crise. A luta contra o reajuste das passagens fez eclodir uma série de reivindicações e transcendeu as organizações existentes, desnudando a incapacidade dos instrumentos coercitivos da burguesia para assegurar o controle cabal do movimento de massa.

ISBN: 978-85-52962-10-6

​Nº de pág.: 249

EDITORA PHILLOS | CNPJ: 29.282.901/0001-03 
AV. SANTA MARIA,  PARQUE OESTE, 601. GOIÂNIA- GO. CEP. 74.486-450
www.editoraphillos.com.br | editoraphillos@gmail.com 
©2017 por Editora Phillos. - Todos os direitos reservados.